O meu carrinho

Fechar carrinho

Na estrada pela fronteira #12 Belize

Na estrada pela fronteira #12 Belize
Publicado em

Depois do casamento que tivemos no México era hora de seguir para o Belize.
Tínhamos feito o seguro para um mês e a realidade é que já se tinha acabado há um dia.
Sair do México foi fácil, carimbar passaportes, ir buscar a nossa caução do carro e seguir viagem.
Na terra de ninguém tivemos que fumigar o mamute. Para quem não sabe o que é fumigar, como eu não sabia, passam um spray no carro que supostamente mata bichos e insetos que possam estar alojados nele.
Seguimos para a entrada do Belize. Aqui a língua oficial é o inglês.

Carimbo no passaporte, levamos a Duna para dar entrada no pais. Já tínhamos feito tudo online por isso foi rápido e apenas tivemos que pagar. Depois o processo com o carro, também bastante simples. Eles pedem para ver o interior do carro mas depois de uns dias de praia e com o casamento não estava nas melhores condições, então o guarda achou que não devia entrar!
Fizemos o seguro para dois dias e prontos para seguir!

Ficamos apenas 2 dias no Belize, porque já tínhamos o casamento agendado na Guatemala. Ficamos com vontade de voltar, o Belize tem um ar caribenho e as pessoas são muito divertidas. Parecia que estávamos naqueles anúncios antigos da Malibu. Acabamos a dormir num camping onde provamos o que seria o melhor batido de ananás do Belize e não ficamos desiludidos.

Fato curioso: dois dólares belizianos compram um dólar americano. Por isso eles aceitam as duas moedas e é fácil fazer a conversão. A flutuação da moeda varia sempre de acordo com o dólar.

Olá, obrigado por mudar o mundo uma compra de cada vez

Faça parte da nossa lista de e-mails