O meu carrinho

Fechar carrinho

Despedidas

Despedidas
Publicado em

Temos um oceano pela frente, do coração saem-nos amarras que nos dizem para ficar.

Vamos procurar histórias de amor, para inspirar as pessoas a amar mais, nós temos a certeza que o mundo está cheio de amor. Sabemo-lo muito bem porque estamos rodeados da melhor família, a de sangue e a que escolhemos, os nossos amigos. São mesmo os melhores.


Nesta última semana o coração foi ficando cada vez mais apertado. As despedidas começaram a suceder-se e ficamos nostálgicos. Aos beijinhos e aos abraços seguiram-se olhos humedecidos e lágrimas, muitas vezes escondidas por uns óculos de sol. É o início de um novo ciclo, são lágrimas de alegria por irmos, e de tristeza porque por nós iam todos connosco.

Decidimos que cada um saia da casa dos pais, como os noivos, e que nos encontrávamos no aeroporto. As despedidas com os amigos já tinham sido nos dias anteriores, a família ficou reservada para último. Como as despedidas são tão dolorosas, e no fundo isto é tudo um até já, algumas foram por telefone para poupar as lágrimas, mas nunca o amor. Outras foram com risos no meio de lágrimas, porque sabemos que estamos com os corações unidos para a vida, (não é Mel?), e outras foram com abraços tão apertados que dava para sentir o coração do outro a bater.

Eu fui com a Joana, a minha prima da cidade, pessoa-irmã-amiga, que caso eu quisesse desistir, cheia de med, tenho a certeza que vinha ela mesmo deixar-me ao Canadá. Na viagem, fui recebendo mensagens de amigos, queriam ter ido ao aeroporto mas a emoção seria muita e respeitaram o meu pedido de guardar a festa para o regresso, e a cada mensagem mais uma lágrima. Sou mesmo Sofia, a chorona.

O Ivo foi com o irmão, o padrinho da Duna, ficou com os olhos humedecidos, que eu bem vi, ao despedir-se. Mais uns telefonemas de amigos. E ainda tivemos duas visitas surpresa, o pai do Ivo e a minha tia, foi importante a vossa ajuda no meio do stress final.

Eu, levei a Duna, estava muito calma e esteve no aeroporto como a verdadeira “lady” que é. O staff foi muito simpático com ela muito mimo, ela por ela tinha ido sozinha para dentro do avião.

Nós é que não tivemos a melhor sorte com a companhia que escolhemos. Mas neste post isso pouco importa, é um post sobre amor. Prometemos a todos que íamos contar o melhor e o pior da viagem por isso ainda voltaremos aqui.

No avião, antes da descolagem, ainda foi tempo de mandar umas últimas mensagens para abraçar os que ficam.

Olá, obrigado por mudar o mundo uma compra de cada vez

Faça parte da nossa lista de e-mails