O meu carrinho

Fechar carrinho

A carrinha

A carrinha
Publicado em
A carrinha foi uma das principais responsáveis por nos colocar os nervos em franja na preparação da viagem.

Foram surgindo várias alternativas: levar a carrinha já preparada de Portugal, comprar uma carrinha na América do sul - o Chile é famoso por esses negócios, comprar uma carrinha no Canadá.

Como queríamos viajar sempre no verão e acabamos por adiar a viagem para Julho, só nos restavam duas opções. Começamos a pesquisar no site kijiji, espécie de olx do Canadá e vimos que se tivéssemos sorte conseguiríamos um bom negócio

Os canadianos gostam de ter a sua autocaravana. Com um pais deste tamanho cheio de inúmeras belezas naturais, eles adoram ir para os lagos ou até dar uma fugida aos USA com a sua casa. Assim comprar uma usada não seria difícil

Por outro lado não queríamos nenhuma que fosse muito grande, não só porque seria mais dispendioso em termos de combustível mas também porque queríamos saber que não tínhamos problemas em chegar a sítios mais longínquos com estradas feitas para carros menores.

Encontramos alguns negócios muito interessantes mas mal ligávamos já tinham sido vendidas. A sério, parece pão quente a sair.
Felizmente, o meu pai tem bons amigos e tínhamos um deles a ajudar-nos com esta busca. Na sexta-feira antes da nossa saída, mandei uma última carrinha para ele ver. No fundo, já tínhamos tudo planeado para em Toronto alugar um carro e viajar com ele pelas aldeias à procura de bons negócios.
No sábado o nosso amigo ligou-nos e disse que era impossível que o dono já a tinha prometido a um amigo de um amigo. E quando estávamos a partir, no momento que resolvíamos a nossa chatice com a SATA mesmo na hora de embarque, podem ver aqui, volta a ligar e diz que o fulano está disposto a vende-la a nos.

Que alívio, começar a viagem com uma carrinha. A sorte protege os audazes.
Mas não sabíamos se a carrinha estava boa ou se iam ser precisos muitos arranjos. Estava em bom estado, ao chegar a Sudbury, onde está o nosso amigo, coloca-nos logo ao corrente. Foi mesmo um amigo a sério e deixou no mecânico da empresa dele a arrajar, só que não demorou apenas uma semana como inicialmente previsto, mas duas.

Fomos ver a carrinha: uau! Bancos super confortáveis, grande cama atrás, chuveiro, wc, fogão, microondas, ar condicionado… uma casa sobre rodas.

E para mim, o melhor de tudo é ser automática. Aqui eles não ligam muito às pão-de-forma, gostam mais das carrinhas como a nossa, e é giro ir na estrada e ver como as pessoas sorriem para nós.

Entretanto vamos fazer umas dicas úteis sobre este processo do carro.


Prometemos mais fotos do "mamute" em breve!

Todas as fotos tiradas com Fuji X-T2

Olá, obrigado por mudar o mundo uma compra de cada vez

Faça parte da nossa lista de e-mails