Sofia Meireis Alves, natural do Canadá  mas a residir em  Viana do Castelo e Ivo Tavares, natural do Porto, querem mostrar ao mundo as diferentes culturas de celebração do amor e a diversidade das tradições ligadas ao casamento.

O casal vai percorrer, durante um ano, mais de 100 mil quilómetros numa viagem ao mundo que começa em Portugal e termina em Timor Leste. A viagem vai começar no dia 09 de julho com a partida, de avião, para o Canadá na companhia da cadela, Duna.

Sofia e Ivo partem para o mundo “de coração aberto à descoberta de novas formas de amar, independentemente das convicções religiosas, orientações sexuais ou estratos sociais”.

O casal  quer “registar a cultura e as tradições de todo o mundo, em torno de um dos momentos mais altos da exaltação do amor, o casamento”. Vão “registar tudo em fotografia e vídeo e mostrar ao mundo através do blog e redes sociais.

Inspirado numa das canções mais célebres dos Beatles, o nome “assenta como uma luva na aventura de uma vida”. A volta ao mundo vai ser “integralmente” financiada pela licenciada em ciências da comunicação, de 29 anos, e pelo namorado, de 37, fotojornalista.

Os planos não faltam, desde assistir a um casamento típico de uma tribo da Amazónia até uma cerimónia em Las Vegas, Índia, China ou Timor.

“Achamos que o mundo precisa de amor e queremos mostrar esse lado às pessoas”.

“O sonho de viajar e o amor, que motiva esta volta ao mundo, são a junção perfeita”, reforçou, manifestando-se ansiosa por conhecer “novas culturas, tradições, pessoas de todas as idades, religiões, das mais pobres às mais ricas”.

Demonstrar que “o mundo não é apenas um lugar onde só há terrorismo e violência” é outra das mensagens que querem transmitir.

“Quando contamos às pessoas o que vamos fazer ficam surpreendidas por causa das notícias más que nos inundam o dia-a-dia,”, desabafou a jovem que garantiu não estar com receio.

As histórias que recolherem serão publicadas no ‘blogue’ “World you need is love” onde também irão divulgar “o material vídeo e fotográfico, acompanhado de textos informativos sobre as cerimónias a que forem assistindo”

(FotosArménio Belo, Texto Andrea, Lusa)

Se conhece ou tem uma boa história de amor, deixe-nos contá-la.