Dicas para viajar com o seu melhor amigo

 

A jornada da vida é mais divertida se feita com um cão! Por isso cá vamos.

Ao viajar com um cão de avião deve informar-se das condições da companhia para o levar. Pelo que percebemos limitam o número de animais, por isso, convém saber antes de comprar o bilhete se ainda há vaga.
Deve saber as medidas da caixa e o peso, quando fizer a sua reserva.

 

É importante levar o cão com antecedência ao veterinário. A Duna, teve que fazer um reforço da vacina da raiva para depois fazer o exame e tinha que passar um mês do tempo de vacinação até à colheita.
O veterinário vai fazer todos os papéis necessários, passaporte, papel do chip, etc… nós recomendamos mesmo a veterinária da Duna. Consultório 4patas,  em Vila Nova de Gaia. A preocupação com a Duna fez-nos ter a certeza de que iríamos levar tudo o que faria falta para uma viagem de sucesso.
Embalamos também alguns medicamentos para a Duna. Como vamos passar em locais tropicais convém uma coleira que seja também repelente por causa dos mosquitos.
Compramos a transportadora, e tentamos que se habituasse a ela. Tentamos! Deixe a transportadora aberta em casa e ofereça ao seu cão os melhores pitéus lá dentro. A Duna ia buscar e saia para fora para os comer. Foi o máximo que conseguimos, no fim já entrava com menos medo.
Lemos que era importante identificar a transportadora com o nome do cão, e que era melhor se a transportadora espalhasse amor, para chamar a atenção das pessoas que trabalham no aeroporto, e assim foi. Imprimimos uma foto dela, e colamos uns corações, ou não fosse esta a viagem do amor.
No dia anterior dê uma boa refeição ao seu cão, e no dia, apenas uma refeição leve. Não lhe dê água nem comida menos de duas horas antes do voo, porque depois eles ficam aflitos para ir a casa de banho e é pior.
Como a Duna é muito nervosa, demos-lhe um tranquilizante, o tranquilizante só tem efeito 4 horas, por isso e como ela estava calma, demos apenas na hora de embarque.

No aeroporto, no check-in eles pesam a cadela e depois só mesmo quase na hora de embarcar é que se leva o animal à zona de bagagem fora de formato e já está.

Duna a embarcar sozinha

Vemo-nos do outro lado do Atlântico Duna.